Por que a sociedade precisa do Cristianismo.

‘’Ele fez tudo apropriado ao seu tempo. Também colocou no coração do homem o desejo profundo pela eternidade;’’ (Eclesiastes 3:11)”

  

Por IRMÃOS RUSSO

O secularismo virou consenso na sociedade moderna; poucas figuras políticas pensam em transformar o país em um estado confessional religioso. Não importa a religião, a separação entre Igreja (ou religião) e Estado virou um novo mandamento para a classe política e, para a grande parte da classe religiosa dominante, misturar religião com política virou algo impensável.

Nos séculos 20 e 21, pudemos observar a oficialização do  ateísmo nos estados dominados por partidos comunistas, porém pouquíssimos países proclamaram o Cristianismo como ideologia oficial.

Contudo, a cada dia mais, somos testemunhas de  líderes religiosos tentando ingressar na política ou influenciar a política e muitos líderes políticos têm mencionado e até usado a religião para ganhar votos e chegar ao poder.

Será que a Religião está tentando novamente influenciar a política? Será que, como cristãos, devemos apenas nos preocupar com o reino espiritual e não com o reino terreno?

Será que o Secularismo é o responsável pela queda moral, espiritual e civilizacional da humanidade, principalmente do Ocidente? Será que a maior parte dos problemas que estamos enfrentando como civilização Ocidental é fruto da descristianização do Ocidente?

Entenda os motivos pelos quais  a nossa sociedade precisa do Cristianismo.

Religião sempre fez parte da civilização humana.

Se analisarmos a história humana, em todas as tribos, em todas as civilização, em todos os povos, se nota alguma prática religiosa: a religião sempre fez parte da civilização humana. 

Muitos estudiosos atribuíram isso ao fato de a humanidade não saber como funcionavam os fenômenos da natureza, de modo que a humanidade criou as religiões para explicar os fenômenos naturais que estavam fora do alcance do seu entendimento.

Porém, a maioria dos seres humanos não busca a religião para dar explicações. As pessoas buscam a religião para se conectar com algo que elas mesmo não sabem expressar por palavras.

Desde as civilizações mais primitivas até as civilizações mais complexas, você sempre encontrou um elemento religioso, alguma crença, alguma lenda, algum mito: essa necessidade de acreditar em algo sobrenatural, por outro lado, coexistiu com a preocupação principal das pessoas, que não era buscar conhecimento ou explicações da sua realidade: a preocupação principal das pessoas era comer e sobreviver. 

O fato de virtualmente TODAS as civilizações praticarem alguma forma religiosa apenas testifica que o ser humano também é um ser espiritual, ele é um ser transcendental, ele sabe que o mundo é muito mais que apenas comer, viver e morrer, o ser humano não se contenta com a morte, a própria escritura sagrada declara:

‘’Ele fez tudo apropriado ao seu tempo. Também colocou no coração do homem o desejo profundo pela eternidade;’’ (Eclesiastes 3:11)”

Se você está gostando do texto, não deixe de compartilhar nos botões abaixo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on google
Share on telegram
Share on email
Crédito da foto: @.sue. via https://www.twenty20.com/photos/22967888-a2b2-44af-bad6-02372d79dca6/?utm_t20_channel=bl

Veja as pirâmides do Egito, consideradas as maiores maravilhas do mundo: elas foram construídas não para estocar alimentos, buscar conhecimento, ser uma estrutura militar, um complexo de diversão ou qualquer outra função para dar uma vida melhor nesta terra aos faraós. Elas foram construídas para preparar os faraós para a vida após a morte: a vida após a morte e a espiritualidade eram FUNDAMENTAIS para os antigos egípcios.

Os sacerdotes sempre tiveram um papel importantíssimo nas civilizações humanas; algumas vezes o próprio rei era uma figura religiosa: o Faraó, por exemplo, era considerado o intermediador entre os deuses e os homens.

Não apenas os antigos egípcios priorizavam a religião; os hindus consideram a função de sacerdote (Brâmane) mais importante até que a função de rei ou governador. Nas civilizações da Mesopotâmia, sacerdotes e sacerdotisas eram iguais ao rei em poder e honra e, na Europa católica, o Papa tinha mais poder do que muitos reis. 

Como podemos observar, religião sempre foi parte ESSENCIAL da humanidade. A separação entre política e religião é algo novo, não apenas na história da humanidade, mas também na história do Cristianismo: após a conversão do povo Armênio, a Armênia declarou o Cristianismo como religião oficial no ano 301 AD; o ateísmo e o secularismo são ideias novas: eu poderia dizer que são bebês e anomalias na história humana.

Sacerdotes Brâmanes (Crédito da foto: Autor Harsha K R https://www.flickr.com/photos/mynameisharsha/5363786520/)

Na época da União Soviética, a população sofreu um processo agressivo de ateísmo; após a queda da União Soviética, quase todos os países retornaram às suas práticas religiosas: a Rússia tem se recristianizado e os países da Ásia Central têm se reislamizado. 

Por exemplo, a minha esposa é do Quirguistão, um país da Ásia Central, de maioria islâmica que fazia parte da União Soviética. Ela me contou que o nome de bebês com nomes islâmicos como Maomé, Ahmad, Aysha, têm aumentado exponencialmente, sendo que, 30 anos atrás, praticamento todos no Quirguistão se declaravam ateus.

Na Rússia e Bielorússia, um pouco depois da queda da União Soviética, a maioria da sua população se proclamava ateia; hoje, mais de 90% dos bielorrussos e 80% dos russos se declaram cristãos. 

Alguns historiadores e antropólogos dizem que o ateísmo não sobrevive a 2 gerações por dois motivos: 1)  Porque não geram muitos filhos; 2) Seus descendentes buscam alguma outra forma de espiritualidade ou voltam à religião de seus antepassados.

Já é normal testemunhar pessoas do mundo rico ocidental se declararem ‘’espirituais mas não religiosas’’, porque, apesar de terem rejeitado o Cristianismo, como é o caso da Europa Ocidental, muitos buscam alguma outra forma de espiritualidade para ‘’preencherem’’ o vazio existencial de que eles padecem. Outros, como a Polônia e Hungria, buscam voltar às suas raízes cristãs.

Igreja da Catedral da Sagrada Família em Tarnow, Polônia. Crédito da foto: @DesignYourUniverse via Twenty20.

Origem do Secularismo

E por que muitos países, principalmente da Europa Ocidental, se tornaram seculares? Por que abandonaram o Cristianismo como religião oficial do Estado? Então meus amigos, essa é uma história muito triste; o grande culpado é a própria igreja, as pessoas que deveriam representar o reino de Deus na Terra.

A Europa medieval e moderna, apesar de ser em sua totalidade cristã, era dividida pelo sectarismo. Os cristãos católicos romanos consideravam os cristãos católicos ortodoxos imorais e mundanos, os cristãos católicos ortodoxos consideravam os cristãos católicos romanos bárbaros e violentos, os cristãos católicos romanos consideravam os cristãos protestantes cismáticos e hereges, os cristãos protestantes consideravam os cristãos católicos romanos e ortodoxos hereges e idólatras.

Porém se a disputa ficasse apenas no plano teológico, tudo bem; temos sim as nossas diferenças e não temos como negá-las, porém esta disputa, MUITAS vezes se materializava no plano político e militar. A Europa cristã travou devastadoras guerras religiosas que pareciam guerras mundiais; a violência empregada por uma comunidade cristã contra outra comunidade cristã não representava em nada os valores que Cristo pregava.

Destas guerras, uma foi marcada pela brutal devastação que trouxe à Europa: a guerra dos 30 anos, um dos mais longos e mais destrutivos conflitos da Europa. Claro que a causa não era apenas religiosa, mas a religião teve um papel determinante neste conflito.

Neste conflito, milhares de protestantes foram mortos por católicos e milhares de católicos foram mortos por protestantes: cerca de 60% da população pereceu em algumas regiões da atual Alemanha.

Essa guerra enfraqueceu tanto a Europa, que os turcos, mais tarde, tentaram invadir Viena pela segunda vez; Viena só foi salva graças aos poloneses e ao seu brilhante rei Jan Sobieski.

Com o término desta guerra, foi assinado o tratado de Westphalia, que declarava que nenhum governante poderia impor a sua religião aos seus súditos e, com isso, o estado secular acabou se formando.

Veja bem: o tratado de Westphalia não tinha como objetivo retirar a religião da vida pública, e sim eliminar o sectarismo religioso que sempre causava guerras; então os motivos deste tratado não foram ruins, foram excelentes, as pessoas estavam determinadas a impedir a qualquer custo que outra guerra religiosa arruinasse a Europa.

Porém, os conflitos sectários, de vez em quando, continuavam a acontecer entre católicos e protestantes: um exemplo disso foi o extermínio dos remanescentes protestantes da França pelo Rei Luís 15. O curioso é que no reinado do seu sucessor, o Rei Luís 16, a revolução francesa eclodiu, o rei foi decapitado e o clero católico francês foi perseguido pelos revolucionários iluministas.

O Secularismo, que antes atacava apenas o sectarismo, começou a atacar a teologia cristã em si, e gradativamente, o Ocidente buscou cortar as suas raízes cristãs. 

Você percebe que nós (Irmãos Russo) somos cristãos, mas devemos falar a verdade como ela é; somos totalmente críticos à revolução francesa, consideramos um dos capítulos mais sangrentos e degradantes da história humana e do Ocidente, porém os cristãos daquele período tiveram a sua GRANDE ou ,talvez, a MAIOR parcela de culpa.

Secularismo Moderno e Motivo da Queda

A raiz do secularismo moderno é o ódio ao Cristianismo; desde a revolução francesa, nossa sociedade foi caminhando para o lado oposto do Cristianismo.

A nossa sociedade demorou para abandonar os valores cristãos mais profundos porque, apesar das inúmeras tentativas e ataques contra o Cristianismo, a maior parte dela continuou seguindo e acreditando nos postulados cristãos.

Antigamente, o nome de Deus era extremamente respeitado; hoje, blasfemar contra Deus virou direito de expressão. Quantos filmes de Hollywood, feitos pela maior nação cristã do planeta, claramente blasfemam e vilipendiam o nome de Deus? Sabe o porquê? Porque Deus não é mais um ser, Deus virou apenas uma ideia; se eu falar mal do João da esquina, dependendo do que eu vou falar, eu posso ser processado, porém falar mal de Deus e de Jesus não vai me trazer nenhuma consequência.

Na natureza humana não existe vácuo.

Crédito ao @vollygda via Twenty 20.

Um espaço vazio sempre é preenchido por algo. Assim como os bons valores cristãos foram sendo diluídos, os valores anti-cristãos foram sendo consolidados; a cada nova geração, a sociedade se afasta mais e mais dos postulados  cristãos e começa a aceitar princípios claramente diabólicos. O que é aceitável hoje não era nem um pouco aceitável no período dos nossos pais; o que era aceitável no período dos nossos pais não era nem um pouco aceitável no período dos nossos avôs, de modo que não cessa a degradação de nossa sociedade.

Não existe sociedade sem um sistema de crenças e valores; é por isso que os engenheiros sociais estão promovendo o progressismo e justiça social: estes são novos conceitos  e ideias que visam substituir o Cristianismo.

O progressismo, muitas pessoas ainda não percebem, é uma nova religião e os doutrinadores esquerdistas que atuam nas escolas, universidades e mídia, são os novos sacerdotes desta nova religião e a cada dia fica mais evidente que, caso você não aceite os seus mandamentos religiosos ou blasfeme contra os seus conceitos, VOCÊ será perseguido, odiado e CANCELADO da sociedade.

Quais são os novos valores religiosos pregados nesta sociedade moderna? O relativismo moral; o Deus cristão tem a mesma importância que um deus pagão (ou seja, ambos não existem na mentalidade moderna). Um observador arguto da realidade atual  percebe que quase todos os movimentos sociais atentam contra a natureza divina; o Feminismo é o ódio da mulher contra o homem, da mãe contra o seu bebezinho no ventre. O seu oposto, o Machismo ou ‘Cafajestismo’’ é a objetificação da mulher, homem que é homem ‘’cata todas’’, o movimento LGBTSAD, é o ódio do homem e da mulher contra a sua própria natureza, o ser humano lutando contra Deus e a Biologia.

Eu fui tirar o passaporte do meu filho e havia a opção sexo não identificado; essa loucura é fruto de uma sociedade secular pós-cristã. O secularismo ocidental criou todas estas aberrações que vemos hoje em dia; a sociedade que aceita e segue o secularismo está fadada à extinção, porque o secularismo gera poucos filhos, tal qual o ateísmo.

Países como Rússia, Hungria e Polônia já entenderam isso e é por isso que procuram promover os valores cristãos e familiares, porque perceberam que, caso eles não se livrem desta influência secular maligna, eles desaparecerão dentro de algumas gerações. As sociedades que rejeitarem o secularismo e adotarem valores religiosos sobreviverão no futuro.

As sociedades que rejeitarem o secularismo e adotarem valores religiosos sobreviverão no futuro.

O Amor se esfriou

Outro problema grave, aliás o mais grave de todos, é o esfriamento do amor, infelizmente as pessoas não amam mais o seu próximo, nem mesmo as pessoas de perto, isso faz com casamentos sejam cada vez mais raros e divórcios cada vez mais corriqueiros, filhos sejam vistos como fardos e não bençãos de Deus, pais são vistos como pessoas chatas e ignorantes.

O amor é o vínculo da perfeição, Deus é amor e o amor é a essência do Cristianismo, sem amor não existe relação humana, o amor natural une as pessoas da mesma família, o amor eros une um casal, o amor fileo une amigos e o amor Ágape nos use a Deus.

O Cristianismo gerou excelentes instituições à Sociedade Ocidental, orfanatos, escolas, hospitais, todas estas instituições foram criadas pela Igreja e roubadas pelo Estado.

Hospital (Casa Sollievo della Sofferenza) fundado por Padre Pio, em San Giovanni Rotondo.

O Orfanato foi criado porque Deus é o Pai dos órfãos (SL 68:5), a escola foi criada porque a Bíblia diz que devemos ensinar o caminho que a criança deve andar (PV 22:6), os hospitais foram criados porque Deus nos ensina a cuidar dos enfermos (MT 25:36).

Uma sociedade que combate o Cristianismo combate o verdadeiro amor, não o amor falso e imoral que a sociedade Ocidental está pregando ultimamente, mas o amor puro e verdadeiro vindo do Altíssimo, o amor que une famílias, o amor que une a Nação.

O brasileiro precisa amar o seu compatriota: claro que temos que amar todas as pessoas, mas Jesus nos ordenou amar o próximo e não o mundo inteiro (MT 22:39), porque o amor é mais que um sentimento, amor é uma ATITUDE e AÇÃO. Eu posso ajudar o meu próximo, mas infelizmente, como não somos onipresentes, não podemos ajudar o mundo inteiro, por isso precisamos amar, servir e ajudar os nossos compatriotas, o povo brasileiro, aqueles que estão perto, aqueles que estão próximos.

Fim do Secularismo

Assim como o Comunismo implodiu no final da Guerra-Fria, o secularismo está dando sinais de implosão (devido ao fato de que mais e mais pessoas expressam oposição total a ele) e como podemos salvar a nossa sociedade do caos que virá? Temos que re-cristianizar a sociedade, porém aprendendo com os erros do passado; não podemos jamais deixar o sectarismo religioso nos destruir.  Sempre devemos pregar sobre o Cristianismo e não sobre alguma versão do Cristianismo.

Seja você católico, ortodoxo ou evangélico, o mundo te considera cristão, todas as correntes cristãs sofreram perseguições dos inimigos de Cristo simplesmente pelo fato de carregarem o nome de Cristo; claro que temos as nossas diferenças teológicas, porém temos que lutar juntos contra os ataques e perseguições que sofremos por amor ao Senhor.

A nossa sociedade precisa urgentemente de Cristo, dos seus ensinamentos, dos conceitos bíblicos referentes à família, a Deus, à pátria e  todas as outras áreas.

Crédito da foto: jkraft5 via Envato

A nossa sociedade precisa urgentemente de Cristo, dos seus ensinamentos, dos conceitos bíblicos referentes à família, a Deus, à pátria e  todas as outras áreas.

Nossas escolas precisam ensinar VALORES CRISTÃOS; eu sei que o que eu estou dizendo aqui é muito controverso, mas por que seria normal ensinar às nossas crianças concepções sobre ideologia de gênero e não ensinar nas escolas a honrar o papai e a mamãe? A amar o próximo? A amar o Papai do Céu? Temos que entender algo muito importante: uma sociedade PRECISA de um sistema de valores e crenças; isto é essencial para uma sociedade. Um grupo de pessoas que não tem um conceito definido de certo e errado se auto-destrói.

Nós do canal irmãos russo acreditamos que o Cristianismo deve ser a religião oficial do Brasil, acreditamos que o estado brasileiro deve confessar o Cristianismo e colocar isso em nossa própria Constituição.

‘’Bem-aventurados é a nação cujo Deus é o Senhor e o povo ao qual escolheu para sua herança’’.

(Salmos 33:12), Bíblia Sagrada.
Crédito da foto: @wanaktek via Twenty20.

Acreditamos em uma nação voltada para Deus, para os Seus princípios, para os Seus valores, para os Seus preceitos e não para o que o homem acha que é certo e errado; séculos de experiência secular que a sociedade ocidental experimentou provaram ser extremamente negativos e autodestrutivos: suas gerações atuais são confusas e fracas. Está na hora de buscarmos a Deus e tomarmos posse do que Jesus afirmou:

‘’Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte (Mateus 5:14)”

O Cristão precisa ser luz em todas as esferas da vida, incluindo na política.

Deus abençoe o nosso país. 

2 Comments

Leave a Comment